Fique por dentro!

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

EDUCAÇÃO NO REINO UNIDO: COMO FUNCIONA

Quando pensamos no Reino Unido, quase sempre pensamos na Inglaterra.  Porém, política e geograficamente, o local é muito mais que a terra do Beatles, do Monty Pithon e dos tabloides sensacionalistas. O Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte reúne, além da Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, uma divisão que extrapola milhares de anos de importantes questões culturais e geopolíticas, tanto ricas quanto diferentes.


Mas há muitas coisas em comum entre eles: a chefe de Estado é a Rainha Elizabeth II, há um governo central representado por um primeiro-ministro e um parlamento comum, que lida com questões mais abrangentes, como a economia. Outra importante coisa em comum entre os países componentes do Reino Unido é o sistema educacional, o 5º melhor do mundo em 2017 segundo o projeto The Learning Curve, da Person Internacional, e um dos mais procurados por pessoas do mundo inteiro.

É importante salientar que, assim como no Brasil, no Reino Unido também existem instituições de ensino públicas (state-funded) e particulares (independent). Além disso, o sistema educacional escocês se diferencia da educação do restante do Reino Unido, apesar de existir equivalência entre eles.

Os cidadãos britânicos são obrigados a frequentar a escola apenas a partir dos cinco anos de idade, mas antes disso, a partir dos três, já podem ingressar no Primary Education, o ensino primário, através do Early Years and Foundation Stage, uma espécie de educação infantil não obrigatória, onde as crianças iniciam o seu processo de alfabetização.


 Primário e Secundário

A partir dos cinco anos começa a parte principal – e obrigatória – da educação, na Primary Education: o Key Stage 1 (year 1 e 2), que corresponde ao 1º e 2º ano do Ensino Fundamental 1 brasileiro, e o Key Stage 2 (Year 3 ao 6), que é equivalente ao período entre o terceiro ao sexto ano.

Depois disso, temos a Secondary School, que começa a partir dos 11 anos e equivale ao Ensino Fundamental 2 até o Ensino Médio. A Secondary School também é divida em Key Stage 3 (dos 11 aos 14 anos – Year 7 e 8) com disciplinas comuns a todos e o Key Stage 4 (dos 14 aos 16 anos – Year 9 e 10) com diversas disciplinas eletivas. Por fim, é realizado o exame final, chamado GCSE (General Certificate of Secondary Education) que avalia o desempenho do estudante e a aptidão geral. E assim é encerrado o ciclo obrigatório na educação britânica.

Quem desejar continuar os estudos pode cursar a Further Education, que capacita os estudantes em Vocational Qualifications, um tipo de ensino profissional prático, como uma escola técnica, ou a Academic Qualifications, que prepara o estudante para o ingresso em uma universidade, um ciclo de dois anos seguido por uma prova (A-level), que funciona como um cursinho preparatório para a universidade. Esses dois últimos anos (Year 11 e 12) são feitos somente em Sixth Forms College.

Curso Superior

A próxima etapa educacional é o Higher Education, que inclui cursos de graduação, pós graduação e MBA, além, é claro, de cursos de Mestrado e Doutorado, com uma estrutura bem similar à Educação Superior Brasileira. O Reino Unido tem três faculdades entre as dez melhores do mundo – Oxford, Cambridge e Imperial College London – e por isso essa é a etapa mais concorrida do sistema educacional, principalmente para estrangeiros.


O acesso a estes cursos é feito a partir de uma candidatura junto ao University and College Admissions Service UCAS), e inclui o histórico escolar, cartas de recomendação, documentação e uma carta de apresentação. Para estrangeiros é importante atentar para a regularização do Visto e exame de proficiência em língua inglesa.

Desejando se matricular para um high school no Reino Unido? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário